Skip to content

Alternative

8 thoughts on “ O Meu Menino É D´Oiro - Plínio Sérgio - Carta de Longe (Vinyl, LP, Album)

  1. Menino D'Oiro Lyrics: O meu menino é d'oiro / É d'oiro fino / Não façam caso que é pequenino / O meu menino é d'oiro / D'oiro fagueiro / Hei de levá-lo no meu veleiro / Venham aves do céu.
  2. de longe eu avistava a figura de um menino que corria abrir a porteira e depois vinha me pedindo: Toque o berrante seu moço que é pra eu ficar ouvindo. Quando a boiada passava e a poeira ia baixando, eu jogava uma moeda e ele saía pulando: Obrigado boiadeiro, que Deus vá lhe acompanhando pra aquele sertão à fora meu berrante ia tocando.
  3. Letra da música O Menino Da Porteira de Sergio Reis - Toda vez que eu viajava pela Estrada de Ouro Fino / de longe eu avistava a figura de um menino / que corria abrir a porteira e depois vinha me pedindo: / - Toque o berrante seu moço que é pra eu ficar ouvindo.
  4. Toda vez que eu viajava pela Estrada de Ouro Fino De longe eu avistava a figura de um menino Que corria abrir a porteira e depois vinha me pedindo Toque o berrante, seu moço, que é pra eu ficar ouvindo. Quando a boiada passava e a poeira ia baixando Eu jogava uma moeda e ele saía pulando Obrigado, boiadeiro, que Deus vá lhe acompanhando Pra aquele sertão à fora meu berrante ia tocando.
  5. Na minha viagem de volta qualquer coisa eu cismei Vendo a porteira fechada o menino não avistei. Apeei do meu cavalo e no ranchinho a beira chão Ví uma mulher chorando, quis saber qual a razão - Boiadeiro veio tarde, veja a cruz no estradão! Quem matou o meu menino foi um boi sem coração! Lá pras bandas de Ouro Fino levando gado selvagem.
  6. E o menino não avistei A piei do meu cavalo Num ranchinho beira chão, Vi uma muié chorando Quis sabê qual a razão: Boiadeiro veio tarde, Veja a cruz no estradão, Quem matou o meu filinho Foi um boi sem coração Lá pra banda de ouro fino Levando o gado servage, Quando eu passo na porteira Até vejo sua image O seu rangido tão triste Mai.
  7. Toda vez que eu viajava pela Estrada de Ouro Fino de longe eu avistava a figura de um menino que corria abrir a porteira e depois vinha me pedindo: Toque o berrante seu moço que é pra eu ficar ouvindo.. Quando a boiada passava e a poeira ia baixando, eu jogava uma moeda e ele saía pulando: Obrigado boiadeiro, que Deus vá lhe acompanhando pra aquele sertão à fora meu berrante ia tocando.
  8. O Menino Da Porteira Lyrics: Toda vez que eu viajava pela Estrada de Ouro Fino / De longe eu avistava a figura de um menino / Que corria abrir a porteira e depois vinha me pedindo / Toque o.

Leave a Comment